josé viana


artista operário nascido e criado na Amazônia brasileira.

1988-







paisagem, matéria, poesia e espaço.
︎︎︎
TRABALHOS. works


13 sementes de breu 
Múltiplos únicos, 2022.

das tardes com D.
Pintura, 2021-, em diálogos com Dani Noronha.

para passarinho ver 
Vídeo, 2020, em colaboração com Nanan Falcão e Rodrigo José Correia, a convite de Tiago de Abreu Pinto.

Travessia 
Vídeo, 2020.

Delírio em Rio Mar
Vídeo, em colaboração com Camila Fialho e Felipe Mendonça, 2018-2020.

Pedras, ilhas e sementes 
Pintura, 2018-.

Ciclos 
Vídeo, 2019-2020, realização RaioVerde.

Herencia 
Escultura em instalação coletiva, 2019, realização RaioVerde em colaboração com coletivo Suspended spaces.

enquanto isso 
Vídeo-instalação, 2019, em colaboração com Anna Handick.

Presença 
Instalação, 2018.

Caxina Machu - o império das sementes vazias
Multimídia, 2018-2020, realização RaioVerde.

do breu 
Vídeo, 2018-2019, em colaboração com Felipe Mendonça.

Sementes de Breu 
Múltiplos únicos, 2018.

Preso político 
Vídeo-objeto, 2018.

Exílio do Tempo 
Série fotográfica, 2018.

A equilibrista - entre a Justiça e o Julgamento 
Instalação, 2016.

︎︎︎
TRABALHOS. works


330 - ou sobre uma única viagem
Instalação, 2016, realização RaioVerde.

Ímpeto 
Escultura pública, 2016.

dos rios que desaguam em mim
Fotografia, 2015.

Castelo de sonhos (ou o instante da morte) 
Escultura e vídeo, 2015-2017.

Transferência (ou o acúmulo se esvai)
Instalação, 2014-2015.

Produtos da Colônia
Objetos múltiplos, 2015, realização RaioVerde.

Entre a euforia e a depressão
Matéria de jornal, 2015, realização RaioVerde, a convite de Isabela Rjeille.

S11D (ou projeto para salvaguardar pedras) 
Projeto, 2014-, realização RaioVerde.

Tapete Carajás 
Instalação, 2014.

saque contínuo 
Vídeo-objeto, 2013.

acariciar el oscuro 
Instalação, 2012.

a menina e o balão vermelho
Colagem, 2012.

a duração do horizonte 
Fotografia, 2012-.

Uno (ou a ilha) 
Série fotográfica, 2012-.

duas solidões 
Ensaio fotográfico, 2010.

Personagem e seu lugar
Ensaio fotográfico, 2008.




MOSTRAS INDIVIDUAIS. solo shows


Matérias 
2021, curadoria de Camila Fialho.

Exílio do Tempo
2019, curadoria de Pablo Mufarrej.

Breu das Horas 
2018, curadoria de Camila Fialho e texto de Raphíssima.

330 (ou sobre uma única viagem)
2016, diálogos curatoriais com Thais Rivitti, realização RaioVerde. 

Registro do Presente (a doação das pedras ao Estado) 
2015, diálogos curatoriais com Armando Queiroz, realização RaioVerde. 




PESQUISA. research


Banco Sonoro Amazônico
projeto sonoro, 2022.

Delírio em Rio Mar : paisagem entre a experiência e a partilha
dissertação de mestrado, 2019.

Exílio do Tempo
projeto multimídia, 2018.


COLABORAÇÕES. collaborations


Escultores do Brasil
montagem / série.doc, 2022

Mulheres do Mar, de Erika Morhy
montagem / podcast, 2021.

Pelo Olhar Delas, de Heldilene Reale
montagem / podcast, 2021.

Marca D'água : feira de impressos e publicações independentes, da Associação Fotoativa
realização, 2021.

Mundos Imaginados, da RaioVerde, coordenado por Camila Fialho
projeto gráfico / publicação, 2020-2021.

Lei Aldir Blanc, via Associação Fotoativa
gestão / Edital de Artes Visuais, 2020-2021.

Campina, de Rodrigo José Correa
montagem / documentário, 2020.

Herança, de Rodrigo Antônio
montagem / documentário, 2020.

Incidentes, estalos e acontecimentos, org por Cláudia Leão e Maria dos Remédios
projeto gráfico / publicação, 2019-2022.

M.A.S., de Izabela Leal
montagem / videoarte, 2019.

VT Toró #6, via Curso de Cinema e Audiovisual UFPA
condução artístico-pedagógica / filme, 2019.

Amazônia, de Rodrigo José Correa
projeto gráfico / publicação, 2017.

Viver ou Narrar
projeto gráfico / publicação, 2015.


[...]



do breu

2019

matérias

2020






delírio em rio mar

2017-2019







delírio em riomar

2017-2019
em colaboração com Camila Fialho e Felipe Mendonça

videoinstalação, 243 minutos.


delirium in river sea. videoinstallation, 243 minutes.






que potência cabe na duração de um dia           
pergunta-se o palhaço                              
ao acariciar indefinidamente                 
o caroço de breu                                                     
how much power fits in the duration of a day
the clown asks himself
when caressing indefinitely
the seed of dark




José Viana em colaboração com Camila Fialho e Felipe Mendonça. Delírio em Rio Mar. 243 minutos, 2017-2019. Bolsa de Pesquisa e Experimentação Artística - SEIVA 2018 - Fundação Cultural do Pará.


- Exposição Breu das Horas, com curadoria de Camila Fialho. X Colóquio de Fotografia e Imagem. Associação Fotoativa, Belém, PA, 2018.
- Exposição Delírio em Rio Mar, com curadoria de Pablo Mufarrej. FCP Continuum. Galeria Ruy Meira - Casa das Artes, Belém, PA, 2019.
- Exposição coletiva Sobre sueños, abismos y otras fronteras. curadoria Camila Fialho e Irene Almeida / Associação Fotoativa. Centro de Fotografia de Montevideo, Montevideo, UY, 2019.